Pneu de bicicleta furado
caixa de direção bike
Ciclistas pedalando no inverno com bicicleta no frio

Pneu da bicicleta furado e agora? Entenda como utilizar o remendo emergencial

Caixa de direção: qual é a melhor para a sua bike

Vai andar de bicicleta no frio? Confira 10 dicas para pedalar no inverno

Saber como remendar pneu de bicicleta é algo que todo ciclista precisa conhecer. Aprenda aqui como fazer reparações em situações de emergência.

Um dos contratempos que você pode enfrentar durante o pedal, é o pneu de bicicleta furado. É, se você não souber como reparar ou não estiver preparado para isso, o jeito é voltar para casa. E sim, é uma situação péssima ter que interromper o rolê por uma causa assim. Mas calma! A boa notícia é que essa é uma missão mais simples do que parece. Para lhe ajudar, montei este artigo explicando tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Aproveite a leitura!

Quais equipamentos preciso ter para o pneu de bicicleta?

Pneu de bicicleta furado

A sua vida pode ficar bem mais fácil se você levar os equipamentos básicos quando for pedalar, as ferramentas são um deles. Logo, antes de mais nada é preciso dispor de todos os materiais necessários para fazer o remendo no pneu de bicicleta. Segue alguns equipamentos que podem resolver o seu problema:

  • kits de reparação (com cola, lixa e remendos ou adesivos de reparação) ou uma nova câmara de ar;
  • duas alavancas plásticas de pneu (não é obrigatório);
  • bomba manual de ar;
  • bacia com água.

Alguns kits de remendos são sem cola. Esses adesivos, apenas ficam grudados na câmara e aguentam pouco. Eles devem ser usados apenas em situações de emergência, como quando o pneu fura no meio de uma trilha, lhe ajudando a chegar até em casa. Por serem mais fracos, depois será preciso fazer um remendo mais firme.

Qual é o passo a passo para reparar o pneu de bicicleta?

Independentemente da sua modalidade na bike, a reparação de pneu é uma das tarefas mecânicas mais simples de realizar na manutenção. No entanto, isso não quer dizer que não possam existir erros durante o processo. Para que isso não aconteça, é preciso siga os seguintes passos.

1. Remova a roda que está com o pneu furado

Reparar um pneu furado sem remover a roda antes pode não ser uma boa ideia. Você corre o risco de danificar outra peça da bicicleta. Portanto, é muito importante sempre remover a roda antes de fazer o remendo no pneu da bicicleta. Assim, você terá como trabalhar de maneira mais tranquila. Aproveite e separe as ferramentas que você precisará usar, deixando tudo à mão.

2. Retire a câmara de ar

Para conseguir retirar a câmara de ar, você precisa esvaziar todo o pneu usando a válvula de ar. Depois, é preciso soltar o rebordo do pneu e empurrá-lo em direção ao centro para dentro do aro. Uma boa dica neste momento é utilizar as alavancas plásticas entre o aro e o pneu. Assim será mais fácil fazer a ação e não danificar o aro das rodas. Caso você não tenha as alavancas, não tem problema. Basta pressionar o lado do rebordo sobre a borda do aro e usar o espaço para a remoção da câmara.

3. Localize o furo

Após retirar a câmara de ar, é preciso encontrar onde está o furo no pneu de bicicleta. Os maiores são bem fáceis de reconhecer, contudo, alguns pequeninos podem dar trabalho. Para que o processo fique mais simples, a dica é encher a câmara com a ajuda de uma bomba manual e perceber por onde ela está esvaziando.

Se dessa forma não conseguir encontrar o furo, mergulhe a câmara numa bacia com água. As bolhas de ar que forem aparecendo vão denunciar o local do furo. Ainda, se estiver em um local sem água por perto, encha a câmara de ar e depois coloque no pescoço. O vento gelado que você sentir,  indicará o local do furo.

4. Lixe o local do furo

Depois de localizar o furo na câmara de ar, você deve lixar a área afetada. Mas use uma lixa própria para essa atividade, ela fica com os demais itens no kit remendos. É necessário tirar todas as impurezas que possam estar contidas nele, para que a cola e o seu reparo fiquem bem colados.

5. Cole o remendo

Após lixar, passe uma camada fina de cola sobre essa área e espere em torno de cinco minutos. Coloque um remendo ou adesivo na câmara e aguarde até a secagem completa. Faça alguns testes para ter certeza de que está tudo bem colado. Também, encha a câmara de ar antes de colocá-la na roda, verificando se não está fugindo pelo local reparado.

6. Volte a câmara para o pneu de bicicleta

Após avaliar minuciosamente o seu pneu e os aros e raios, monte um lado do pneu no aro. Assim você terá espaço para colocar a câmara de ar reparada. Use uma bomba manual para encher a câmara apenas o necessário para lhe dar forma. Há também um truque para fazer isso mais rápido. Encha a câmara levemente com a bomba de ar, encaixe-a no pneu e depois encha novamente. Certifique-se que o pneu assenta diretamente em sua posição e que a câmara não está presa no aro.

7. Coloque o pneu no aro

Encaixe a parte restante do pneu em cima do aro, empurrando o rebordo para o centro. Tome cuidado para que o pneu fique na posição correta e para que a câmara de ar não fique presa no aro.

8. Encha a câmara de ar

Após colocar o pneu no aro, é só usar a bomba manual para encher a câmara de ar reparada até que o mesmo ganhe forma. Verifique se o seu rebordo ficou bem colocado no aro e, depois, calibre o pneu.

9. Coloque o pneu no quadro da bicicleta

Agora você deve colocar a roda do pneu no quadro da bicicleta. Observe se todas as mudanças estão bem ajustadas para aproveitar ao máximo suas pedaladas.

10. A prática leva a perfeição

Se você nunca precisou reparar um pneu furado, não deixe para passar por esse aperto somente quando isso acontecer. Pratique esse passo a passo na sua casa, dessa forma você consegue sanar dúvidas que podem aparecer e saberá como executar a tarefa do jeito certo. E o melhor de tudo, não vai ficar na mão no meio de uma trilha. 

Quanto tempo dura um reparo?

Ciclista fazendo reparo no pneu da bicicleta

Após realizar o remendo no pneu de bicicleta, muita gente fica em dúvida sobre a duração do reparo. Será que é preciso mudar assim que chegar em casa? Tem diferença de duração entre adesivo e cola? Bom, vamos lá!

Quanto à duração, um remendo comum de bicicleta costuma durar várias semanas. Claro que, para isso você terá que tomar alguns cuidados e desviar de obstáculos no pedal, afinal, o pneu estará mais sensível. Contudo, se o furo tiver menos de 2mm, em qualquer dimensão, o remendo a frio vai segurar igual a uma câmara nova. Basta que ele tenha sido bem feito. Então, fique tranquilo. Você poderá utilizá-lo até que ele fure novamente.

Já quando o assunto é remendo feito com a cola pré-aplicada, ele tende a durar menos tempo. Em pneus com alta pressão, esses modelos costumam soltar. Para ocasiões emergenciais, eles são uma boa opção. Mas o ideal é carregar o de colagem separada junto com você.

Como cuidar do pneu de bicicleta?

Antes de sair tendo que fazer remendos, é bom relembrar as boas práticas do pedal. Para manter sua magrela funcionando firme e forte, é preciso ficar atento à saúde dos pneus. A manutenção pode variar de acordo com o modelo. De forma geral, alguns cuidados se aplicam a todos os estilos:

  • não deixe sua bicicleta no sol, assim você evita que a borracha do pneu fique ressecada;
  • se algum pneu está careca ou deformado, providencie a troca imediatamente;
  • sempre calibre de acordo com as especificações do fabricante;
  • mantenha pneus e rodas limpos.

Já quando falamos em categorias do ciclismo, determinados focos geram resultados melhores. Para ajudar a manter as pedaladas em dia e evitar furos, separei abaixo como isso funciona, olha só.

Mountain bike

Asmountain bikes são perfeitas para fazer trilhas na mata e encarar estradas de chão. Para isso, seu pneu precisa ser largo e resistente. Se você pretende mantê-los funcionando bem, é importante ter a calibragem em dia. Além disso, depois de uma aventura radical com sua magrela, limpe bem os pneus e retire o excesso de sujeira e barro. 

Bike speed

Estas bicicletas são conhecidas pelo seu característico pneu fino e a capacidade de atingir altas velocidades. Os pneus deste tipo de bike são leves e resistentes, para obter o melhor desempenho nas ruas e pistas de corrida. Para protegê-los, é importante calibrar frequentemente, além de verificar se não estão ficando carecas. Nestas bicicletas, é muito comum o desgaste acelerado do pneu traseiro, portanto fique de olho e evite acidentes. 

Bicicletas urbanas

As bicicletas comuns são perfeitas para usar no dia a dia. Os pneus deste tipo de bike têm uma superfície mais lisa e resistente, que favorece o tráfego no asfalto. A calibragem deles varia entre 50 e 60 libras de pressão e é essencial para manter a performance e durabilidade do item. O grande diferencial deste pneu é a resistência, para que você consiga pedalar tranquilo para a escola ou o trabalho.

O que levar na hora de pedalar?

Kit de ferramentas para pneu furado

Não importa se você tem a melhor do mercado ou uma magrelinha simples. Uma hora ou outra, o pneu da bicicleta precisará dos devidos ajustes – afinal, só o fato de pedalar já gera desgastes. Sendo assim, um kit básico de ferramentas lhe entregará comodidade, conforto e segurança ao passear ou treinar. Assim, anote aí o que é necessário carregar durante o pedal.

1. Câmara de ar

Problemas com a câmara de ar são comuns, pois o tipo de terreno e de bike influenciam no desempenho e resistência desses componentes. Se o furo na câmara for grande demais, será necessário trocar a peça. Todavia, tome cuidado ao escolher uma nova, pois precisa ser exatamente do mesmo tamanho, para continuar compatível com os seus pneus, que provavelmente não serão trocados na hora.

Para carregar uma câmara reserva durante o pedal, procure marcas de confiança e, se estiver com dúvidas, consulte vendedores profissionais no assunto. Verifique a resistência da mesma e, em pedais longos, leve até 2 se julgar necessário.

2. Chave inglesa

Algumas pessoas contam com o chamado sistema de blocagem, o que facilita muito na retirada e troca de uma roda. Entretanto, há quem não possua essa tecnologia e, sim, o tradicional sistema de porca e eixo. Quando bem utilizado em spaners de rodas, dispensam o uso de chave inglesa. Contudo, assim como a câmara de ar, é importante verificar o tamanho da ferramenta antes de adquiri-la, garantindo que as medidas estejam de acordo com a sua magrela.

3. Bomba de ar

Sem a bomba de ar no seu kit de ferramentas, seus pneus ficarão vazios caso dê algum problema no trajeto. Ou seja, será impossível continuar pedalando! Como se trata de equipamentos para serem levados durante uma emergência, opte por versões compactas que otimizem o espaço dentro da sua bolsa. Ou aqueles com suporte para quadro, para carregá-la na própria bicicleta. Lembre-se sempre de comprovar a resistência do material.

4. Espátulas

As espátulas são ferramentas excelentes para ajustar câmaras ou pneus furados. Elas devem ser utilizadas em duplas, com o objetivo de facilitar o seu trabalho. Os modelos variam, desde os mais leves e rígidos, de nylon, até os mais pesados, normalmente constituídos por aço. No site da Bike Point você encontra diferentes opções.

5. Kit remendo e ferramentas

Como mencionado no começo do nosso artigo, esse kit deve conter cola, lixa e remendo. A escolha do tipo ficará ao seu critério. Entretanto, o remendo a seco otimiza espaço entre as ferramentas, pois é autoadesivo. Já o kit multiferramentas é composto por um canivete suíço com várias chaves.

Agora que você já sabe como reparar o pneu de bicicleta, com certeza seu pedal ficará mais tranquilo e seguro. Siga a Black Orange no Instagram e continue acompanhando dicas como essa. Até lá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens relacionadas