Ciclista Felipe Fossati na bike da marca Black Orange
Cicloturismo
Bike Black Orange Speed

RELATO de ciclista: Por que os pneus de bicicleta estão ficando mais largos?

Você sabe o que é o cicloturismo? Descubra este hobby que todo ciclista deve experimentar!

Review de bike: Black Orange Uranium Comp Speed

Acompanhe o relato do ciclista, Felipe Fossati, sobre as mudanças nos pneus de bicicleta e como isso afeta a performance no pedal.

Assim como acontece no segmento dos veículos automotores, as bicicletas são lançadas anualmente com alguma mudança tecnológica. Na maioria das vezes, é tranquilo para nós, enquanto consumidores, aceitarmos as mudanças da indústria como algo positivo. Por exemplo, quem já teve a oportunidade de utilizar uma bicicleta de estrada com quadro aero, guidão integrado (e os cabos passando por dentro do quadro) facilmente percebe que a bicicleta anda mais rápido no plano comparado a bikes mais antigas, que não eram aero.

Às vezes, porém, a indústria faz alterações nas bikes que nos deixam com a pulga atrás da orelha. Uma destas mudanças que tem gerado muito debate é em relação à largura das rodas e pneus das bikes de estrada.

Roda mais larga. Como isso afeta a performance no pedal?

Largura da roda de bicicleta

Quando comecei a correr de bicicleta, ainda na década de 90, ninguém falava em largura de roda. Os ciclistas se importavam apenas com a largura dos pneus. A lógica era: quanto mais fino o pneu, melhor (mais rápido iria a bike, pensávamos). Todo ciclista queria ter um bom par de pneus tubulares, provavelmente 700 X 19mm (700 indica o tamanho do aro e 19mm indica a largura do pneu). A pressão colocada beirava os 200psi.

O tempo foi passando e gradualmente os pneus foram ficando mais largos. 700 X 21mm, 23mm, 25mm. Atualmente, praticamente não existe pneu com largura inferior a 25mm e já tem ciclistas utilizando pneus 32mm nas bicicletas de estrada.

Além da largura dos pneus, a roda também ficou mais larga, tanto nas paredes internas quanto externas. Em 2015 tive umas rodas de competição com largura interna de 16mm e eram muito mais largas que minhas rodas anteriores. As rodas estão com cerca de 21mm de largura interna e mais de 30mm de largura externa. É muita diferença!

É indiscutível que as bikes têm rodas e pneus mais largos que as bikes de anos atrás. Mas isso não significa uma maior resistência de rolagem e, portanto, uma bike mais lenta? Ao contrário do que muitos podem pensar, não! Não é porque a roda/pneu é mais larga que a bike será mais lenta. Outros fatores que precisam ser levados em conta e um deles é a calibragem dos pneus e o tipo de roda (clincher, tubular ou tubeless).

Acredite ou não, os ciclistas profissionais estão utilizando rodas e pneus muito largos (normalmente 700 X 28mm ou até mais largo) e vários das rodas tubulares para tubeless. A pressão utilizada em pneus tubeless é mais baixa que a utilizada em pneus para rodas clincher e tubulares e isso é uma VANTAGEM deste sistema. Na grande maioria das vezes, a pressão dos pneus tubeless fica abaixo de 90 psi.

As duas últimas edições da prova Paris-Roubaix foram vencidas por ciclistas utilizando o sistema tubeless. Alejandro Valverde (61kg), foi segundo colocado na Strade Bianche de 2022 utilizando pneus tubeless Continental GP5000 28mm com 53,7 e 55 psi nos pneus dianteiros e traseiros, respectivamente. As rodas utilizadas por ele na prova foram as Zipp modelo 353NSW e 454 NSW na dianteira e traseira, respectivamente (são 25mm de largura interna). A largura MÍNIMA dos pneus a serem utilizados nesta roda, de acordo com o fabricante, é 28mm!

Por que uma menor pressão nos pneus pode ser benéfica pra rolagem da bike?

Tamanho do pneu da bicicleta

Uma das explicações é que pneus mais vazios “copiam” melhor as imperfeições do asfalto, e com isso a aplicação da força nos pedais é melhor aproveitada. Se utilizássemos a bicicleta sobre uma superfície perfeitamente lisa, a ideia que um pneu mais cheio seria melhor poderia ser aplicável, mas na realidade pedalamos sobre um terreno irregular (ainda mais no Brasil!).

Outra explicação frequentemente dada pelos engenheiros é que a resistência de rolagem é proporcional ao comprimento do pneu em contato com o solo. Com pneus mais largos e menor pressão, temos uma área de contato com o solo mais arredondada (maior lateralmente; mas isso não importa tanto), mas menos alongada, portanto, propiciando uma melhor rolagem.

Outros benefícios de rodas/pneus mais largos são mais fáceis de aceitar: proporciona muito mais conforto e controle da bike, o que é ótimo para iniciantes que podem se sentir inseguros em andar sobre um pneu tão fino.

Qual a pressão ideal?

Roda larga Bike

Difícil de definir e certamente ela varia de acordo com vários fatores como peso do ciclista, largura interna e externa da roda, largura do pneu, condições do terreno, etc. O fato é que nem sempre um pneu mais cheio vai fazer com que a bike ande mais rápido (e nem mais confortável).

Os especialistas indicam que pneus cheios demais ou vazios são ruins para a performance e estabilidade da bike. O difícil, para nós, é definir o que é cheio ou vazio “demais”. Particularmente, eu gosto de experimentar diferentes pressões e ir sentindo a bike. Para não ficar apenas na subjetividade da sensação, quando possível, tento ter dados objetivos, como relacionar a potência X velocidade em subida utilizado diferentes pressões nos pneus.

Há ainda algumas tabelas disponíveis online, onde alimentamos elas com alguns dados e temos a indicação da melhor pressão a ser utilizada. Naturalmente é uma indicação que pode ser imprecisa, porém, pode ser um bom ponto de partida para ir testando diferentes pressões.

Dica extra: Calculadoras para indicação de pressão dos pneus

Vamos deixar aqui duas sugestões de calculadoras online(em inglês) de pressão para pneus de bicicletas para te ajudar a fazer o cálculo correto: Silca e Cycling Apps.

Agora é a sua vez

Este foi o relato do ciclista, Felipe Fossati, sobre o tamanho do pneu de bicicleta, agora queremos saber a sua opinião também. Deixe nos comentários o que você tem achado sobre a largura da roda das bikes e como isso influência a sua performance.

E claro, continue nos acompanhando aqui no blog da Black Orange para receber mais dicas sobre o universo dos ciclistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Postagens relacionadas